Friday, March 13, 2009

Essa luz que sempre me escureceu, queimou. Vejo que nunca estive lá. E sentir que o caminho certo era esse, já não me parece verdade. Não quero, e não posso mais caminhar à cegueira do meu coração. O chão se estende. Mas não vale mais a pena aquela direção. E o sol que nasce na minha frente, revela um olhar menos displicente. Eu escolho seguir à sombra do que fizer sombra realmente. Desisto dessa realidade que não me pertence. Essa esperança que sempre me queimou, escureceu. Morreria ela, ou morreria eu.

Kate Polladsky

1 comment:

Margarete said...

"O velho amor se foi? Tenha seu corpo como uma catedral, repositório do bem querer. Escancare, então, portas e janelas para o sol, e no quarto escuro do seu peito deixe entrar a luz de um novo amor!"
Inácio Dantas

Cada um de nós é vencido apenas pelo destino que não soube dominar.Bj