Monday, March 13, 2006

O Anti Day-o
É bem verdade, a minha verdade, que depressão é como um amigo imaginário.
Tcharam! Criei. Quer seja o trauma ou o nojo do mundo mesmo.
O amigo imaginário, uma droga de amigo, apesar de tudo faz companhia.
Mas, companhia que acompanha apenas. O mundo fica excluído do ciclo de amizades. Que depressão precisa de um mundo, se este mas é muro que mundo. Ideal é dissolver na agonia única, só.
Fracasso pro amigo imaginário, é glória! Fazer uma besteira, como se matar ( isso é que é amor ao amigo! Puta companheirismo...) é o troféu.
Aliás, na constituição depressiva, consta a invasão de privacidade como um bem. É passível de aparecer e desaparecer no psicológico como surto a hora que bem entender, ou por estímulo exterior qualquer e insignificante. Acabei de me referir à depressão; (óbvio) ou mesmo " o Anti Day-o".
Day-o, day-o O amigo imaginário, compreender? Mas a versão moderna é Anti-day-o, em homenagem à doença do séc XXI, que compete com o estress.
Nisso tudo,estar feliz é o mesmo que estar triste, já que o intervalo de tempo de alternância entre um sentimento e outro é tão absurdamente minímo, que os dois praticamente se fundem em um só.
Depressão, é ... bio-física.
Mas bem, depressão, se vem da falta de compreensão, é mais fácil de aceitar; já que entender sequer é a solução, a solução seria... reconhecer a falta de compreensão e somente isso.
Depois que dá-se conta de que nada no mundo dá pra compreender, atrávés da lógica alheia, então se vive uma vida plena e compreendida; " plus" o fato de que o Anti Day-o finalmente vai embora, brincar em outro parque.
Acaba por livrar-se do coitado do amigo imaginário, a depressão. Que nada fez além de ajudar... Se não fosse por ele, estaria na busca de compreensão até meados de sempre.
Uma espécie de busca ao elo perdido.
Talvez, resumindo... Depressão seja a solução, bendito-maldito AntiDay-o.
Ah claro, pelo menos seria, se não ouvesse o custo de tudo isso.
Anti Day-o ( depressão) não é pouco-inteligente de fazer o favor de graça; é trabalhador autônomo-parasitário.
Também pode ser considerado uma aposta entre amigos... Algo do tipo: " Eu vou te ajudar a ser compreendido e sem problemas, mas você tem que me aturar muito e isso também me dará o direito de ficar com sua sanidade, equilíbrio emocional, ou dependendo do caso, até com sua desistência da vida efêmera.
Se você conseguir, eu vou-me e você terá aprendido muitas lições, a ter auto- respeito, amor próprio e a lutar por seus objetivos e resolver os problemas sem solicitar minha presença. "
Emfim, pode fazer sentido, entender não é a solução e compreender e ser compreendido manda o Anti Day-o embora.
Kate Polladsky

1 comment:

João Batista said...

Depressão é o amigo que nunca tive, A lingua que não falo, A boca que não beijo, O som que ouço e me esforço, a cada dia, a ignorar.
Santa Ignorância.